1ª Conferência Nacional dos Anussim Messiãnicos | Ensinando de Sião

Artigos e estudos

1ª Conferência Nacional dos Anussim Messiãnicos

“Mas tu és nosso Pai, ainda que Abraão não nos conhece, e Israel não nos reconhece; tu, ó SENHOR, és nosso Pai; nosso Redentor é o teu nome desde a antiguidade”. (Is 63:16)

Com essas palavras carregadas de esperança e determinação profética, teve início a 1ª Conferência dos Anussim Messiânicos na Congregação Har Tzion, em Belo Horizonte. Mais de 500 participantes de várias partes do Brasil compareceram a este evento histórico e tão importante para os descendentes de judeus do período da Inquisição. Além dos temas históricos e bíblicos tratados durante o evento, abordou-se pela primeira vez a questão da FÉ que grande parte desses descendentes possui. Descendentes de Judeus que crêem em Yeshua (Jesus) como o Messias e não desejam abrir mão desse legado profético estiveram juntos pela primeira vez para traçarem metas, compartilharem experiências e clamar por uma intervenção divina em seu processo de restauração ao seio da nação judaica.

Os participantes ouviram palestras especialmente preparadas para o evento, abordando temas variados e concernentes ao Anussim que crê em Yeshua como Messias. Estiveram presentes o rabinos messiânicos Joseph Shulam, diretamente de ISRAEL e o rabino Marcelo M. Guimarães, fundador da ABRADJIN (Associação Brasileira dos Descendentes de Judeus da Inquisição). Também discursaram Matheus Z. Guimarães, vice-presidente do Ministério Ensinando de Sião e o professor Tiago Guimarães, diretor da ABRADJIN.

“Estamos fazendo história com essa conferência. Temos que mostrar para a comunidade judaica e para a Igreja que nós, como descendentes dos judeus do período inquisitorial, temos o direito de restaurarmos nossa herança e nosso legado, independente de nossa identidade como discípulos de Yeshua, o Messias. Aliás, cremos que profeticamente são exatamente esses Anussim (“forçados”, em hebraico) Messiânicos que trarão a tão almejada redenção e restauração a ISRAEL. Israel precisa dos Anussim Messiânicos e nós precisamos de ISRAEL”, disse o rabino Messiânico Marcelo M. Guimarães.

Um dos pontos mais importantes da Conferência foi exatamente a defesa dos direitos dos Anussim em serem restaurados como judeus, mantendo sua fé no Messias Yeshua. “É direito de todo Anussim, seja ele messiânico ou não, restaurar suas raízes e sua identidade como Judeu. Israel precisa desses imigrantes pois está prestes a sofrer grande perseguição mundial. É de fundamental importância que a Igreja entenda e se interesse por esta causa. No passado, nós judeus fomos benevolentes e compreensivos com nossos irmãos não-judeus, não impondo sobre os mesmos a obrigatoriedade da Lei de Moisés para fazerem parte da comunidade dos salvos (Atos cap. 15). Agora, a Igreja deve mostrar o mesmo tipo de benevolência para conosco, libertando e deixando que seus membros judeus e/ou descendentes, vivam um estilo de vida Judaico, sem oprimi-los nem condená-los por guardarem tradições e costumes que o próprio Deus nos deu”, afirmou enfaticamente o rabino Israelense Joseph Shulam.

Rabino Marcelo e seu filho Matheus dão abertura ao evento com o Kidush de Kabalat Shabbat

Rabino Marcelo e seu filho Matheus dão abertura ao evento com o Kidush de Kabalat Shabbat

Mais de 500 participantes lotaram a Congregação Har Tzion

Mais de 500 participantes lotaram a Congregação Har Tzion

Serviço da Torá com Joseph Shulam - Leitura da Parashá Devarim

Serviço da Torá com Joseph Shulam – Leitura da Parashá Devarim

"Ve Zôt ha Torá" - Momento especial

“Ve Zôt ha Torá” – Momento especial

Palestra de Joseph Shulam - "Os Anussim serão restaurados"!

Palestra de Joseph Shulam – “Os Anussim serão restaurados”!

Rabino Marcelo fala sobre o "Manifesto dos Anussim Messiânicos"

Rabino Marcelo fala sobre o “Manifesto dos Anussim Messiânicos”

Matheus Z. Guimarães, vice-presidente do Ensinando de Sião e também um dos diretores da ABRADJIN, chamou a atenção dos participantes para a importância de se lutar pelos direitos de democracia e igualdade que o Estado moderno de Israel alega defender: “Eliezer Ben Yehuda, Theodor Herzl, David Ben Gurion e vários outros pais do Estado Judaico moderno idealizaram um LAR para todo judeu, independente de sua crença, origem ou status social. Porém, a crença em Yeshua como Messias tem sido usada como justificativa para revogar o direito do judeu de continuar fazendo parte do povo de Israel. Isto porque a história da religião cristã fala mais alto do que os ensinos do próprio Yeshua (Jesus). Apesar da desastrosa história do cristianismo em relação a Israel e ao povo Judeu, deve-se deixar claro que o Anussim Messiânico, como judeu que é, tem como autoridade para a sua vida apenas a Palavra do Eterno, e não os dogmas, credos e encíclicas cristãs romanas ou alemãs. O Judeu messiânico não compactua nem concorda com os erros históricos do cristianismo. O Judeu messiânico interpreta Yeshua, os apóstolos e os evangelhos em seu contexto Judaico original, como elementos zelosos da Torá e amantes de seu próprio povo, o povo de Israel. O opróbrio do percurso da história cristã em relação a Israel não pode ser colocado sobre os ombros de qualquer judeu que seja discípulo do rabino de Nazaré, nem pode ser utilizado para separar tal judeu de seu povo. O Judeu messiânico tem seu vínculo em Israel e em seu Messias, e não em qualquer sistema religioso. Ele, como qualquer outro judeu, tem o direito de ser judeu independente de quem ele considere ser o Messias de Israel”.

Durante a conferência foi montada uma versão móvel do Centro de Cultura e Memória Sefaradita ANUSSIM. Os participantes puderam visitar o pequeno museu Sefaratida que expõe através de textos e gravuras uma pequena parte da história dos Anussim em território Nacional, provando a grande influência sócio-cultural que os judeus portugueses tiveram na formação do povo brasileiro.

Matheus Guimarães fala sobre o chamado profético de todo anussim: "Ser LUZ para a Igreja e Israel"

Matheus Guimarães fala sobre o chamado profético de todo anussim: “Ser LUZ para a Igreja e Israel”

Oração Final pelos participantes e líderes

Oração Final pelos participantes e líderes

Inauguração do Centro de Memória e Cultura Judaica - versão móvel

Inauguração do Centro de Memória e Cultura Judaica – versão móvel

Modernas instalações contaram a história dos Judeus descendentes da Inquisição no Brasil

Modernas instalações contaram a história dos Judeus descendentes da Inquisição no Brasil

Rabino Marcelo mostra a Joseph Shulam uma das típicas torturas durante o tribunal do Santo Ofício em Portugal

Rabino Marcelo mostra a Joseph Shulam uma das típicas torturas durante o tribunal do Santo Ofício em Portugal

Para os interessados, informamos que já confirmamos nossa grande conferência Mundial dos Anussim Messiânicos que será realizada em Jerusalém – ISRAEL, entre os dias 04 e 06 de dezembro de 2012. A ABRADJIN em parceria com o Ministério Netivyah, de ISRAEL, está organizando este grande evento em prol do reconhecimento dos Anussim. Partiremos do BRASIL com uma grande caravana e sabemos que você não vai querer perder esta grande oportunidade. Maiores informações serão postadas em nosso site em breve.

Estamos vivendo em dias de grandes acontecimentos proféticos no que tange à restauração de ISRAEL e das tribos perdidas. Os Anussim messiânicos possuem um papel fundamental nesse processo de redenção e restauração de ISRAEL, pois são arautos e discípulos daquele que, segundo as Escrituras, tem como missão “congregar os cativos de Judá entre as nações e ajuntar os perdidos de ISRAEL”: YESHUA HÁ MASHIACH! (Is 11:12).

Autor:

Líder e fundador do Ministério Ensinando de Sião-Brasil e da Congregação Judaico-Messiânica Har Tzion - Belo Horizonte - MG. www.ensinandodesiao.org.br – www.tvsiao.com – www.ccjm.org.br

Conheça a nossa loja