Artigos e estudos | Ensinando de Sião - Part 4

Artigos e estudos

10.02.2019 . Por Marcelo M. Guimarães

Você sabia que muitos brasileiros são descendentes de judeus?

Um povo para ser destacado dentre as nações precisa conhecer sua identidade, buscando profundamente suas raízes. Os povos formadores do tronco racial do Brasil são perfeitamente conhecidos, como: o índio, o negro e o branco, destacando o elemento português, nosso colonizador. Mas, quem foram estes brancos portugueses? Pôr que eles vieram colonizar o Brasil ? Viriam eles atraídos só pelas riquezas e Maravilhas da terra Pau-Brasil ? A grande verdade é que muitos historiadores do Brasil colonial ocultaram uma casta étnica que havia em Portugal denominada por cristãos-novos, ou seja, os Judeus ! Pôr que ? (responder esta pergunta poderia ser objeto de um outro artigo).

11.12.2018 . Por Marcelo M. Guimarães

A Restauração Apostolar

(Asher Intrater)     A idéia de restaurar os grupos de ministério apostólico em todo o […]

28.10.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

O Novo Presidente do Brasil

  Hoje celebramos não apenas a vitória de um candidato à presidência de nossa nação. […]

19.10.2018 . Por Marcelo M. Guimarães

A Verdade sobre o Natal

As comemorações natalinas acontecem e julgo oportuno compartilhar deste tema com todos do Corpo do Messias.

Inicialmente gostaria de afirmar bem claro que não tenho a menor intenção em agredir suas tradições e seus costumes quanto à comemoração do natal, quer pelos católicos, protestantes, evangélicos, espíritas e por qualquer outra forma mesmo que ela não esteja filiada a uma religião denominada cristã. Mesmo nos países orientais de religião predominantemente budista muitos celebram a festa de natal.

Portanto, o objetivo de minha mensagem é esclarecer os fatos históricos, confrontar tradições e costumes com os ensinamentos bíblicos e deixar que cada leitor tire suas próprias conclusões, sem com isto, querer impor à ninguém aceitar meu ponto de vista.

14.10.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

Deixados para trás – Você pode ter aprendido errado

Nosso Mestre Yeshua comparou a geração de Noé à geração que testemunhará o dia do […]

22.08.2018 . Por Gustavo Werneck

Museu da História da Inquisição completa seis anos com lembranças para não se reviver

Ao completar aniversário, o local amplia reflexão sobre período de quase três séculos de perseguição […]

9.04.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

A Visão de Gabriel e a Ressurreição do Messias

Em agosto de 2008, as instalações da Hebrew University of Jerusalem foram palco de um certo alvoroço. O motivo de tanta agitação foi um pequeno pedaço de pedra com um intrigante texto em hebraico chamado de “Visão de Gabriel”.

O alarde teve início depois que o professor Israel Knohl, do Departamento de Estudos Bíblicos da Universidade, propôs uma nova tradução para o enigmático texto, até então impossível de ser completamente traduzido. De acordo com esta interpretação, a palavra “Chayah” ou “viverá”, que aparece nos escritos da pedra é uma forma antiga da palavra “Viva!”, e mostra que o anjo Gabriel ressuscitou um líder messiânico de nome “Príncipe dos Príncipes” (Sar há Sarim), três dias após a sua morte.

23.03.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

Seis razões para celebrar PÊSSACH

SEIS razões para celebrar PÊSSACH Por Jonathan Bernis Páscoa é o segundo dia mais importante […]

20.03.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

O Verdadeiro Sentido da Páscoa (Pêssach)

Páscoa é a festa que marca o início do calendário bíblico de Israel e delimita as datas de todas as outras festas na Bíblia. Páscoa (Pêssarr, em hebraico) significa literalmente “passagem” (pois o Senhor “passou” sobre as casas dos filhos de Israel, poupando-os. Ex 12:27). É uma FESTA instituída por D-us como um memorial para que os filhos de Israel jamais se esquecessem que foram escravos no Egito, e que o próprio D-us os libertou com mão poderosa, trazendo juízo sobre os deuses do Egito e sobre Faraó. (Ex 12).

1.01.2018 . Por Matheus Zandona Guimarães

Paulo e as “Obras da Lei”

Em algumas ocasiões nos escritos da Nova Aliança o apóstolo Paulo utiliza a expressão “obras da lei” (carta aos Romanos cap. 03 e aos Gálatas cap. 02 e 03). Em todas essas citações a expressão é usada negativamente, sendo algo a ser evitado por todo servo verdadeiro de Deus através de Yeshua (Jesus). Porém, a má interpretação e a descontextualização dos textos paulinos onde essa expressão é mencionada, gerou e tem gerado nos meios teológicos cristãos (e também judaicos) um falso conceito que Paulo era contrário à Torá e a sua obediência.